Saúde bucal - mais do que dentes saudáveis

Nos últimos anos, os cientistas descobriram inúmeras interações entre nossa boca e todo o organismo. Distúrbios das gengivas e dentes podem aumentar o risco de doenças em geral e aumentar o risco de parto prematuro. Razões pesadas para tratar a boca e os dentes com cuidado. Lentamente, fica ao redor: O atendimento odontológico regular e a higiene bucal não apenas ajudam a um sorriso radiante e a beijos deliciosos, mas também evitam numerosas doenças.

Má higiene bucal favorece disseminação da doença

As doenças mais comuns na cavidade bucal são as cáries, isto é, a doença dos tecidos duros dos dentes e a periodontite, uma inflamação do periodonto - cuja disseminação é condicionada principalmente pelo nosso estilo de vida com alto consumo de açúcar, álcool e tabaco. Esses processos crônicos destroem as gengivas e os dentes, causando dor e mau hálito.

Maior duração leva à perda de dentes - com consequências para o comportamento nutricional. Mas isso não é tudo: a má higiene oral também aumenta o risco de tumores malignos na cavidade oral.

As bactérias se aninham nos espaços interdentais e nas bolsas periodontais e desencadeiam uma resposta inflamatória permanente. Isso significa que nosso sistema imunológico está constantemente funcionando a toda velocidade para matar os germes. Por outro lado, substâncias inflamatórias podem entrar na corrente sanguínea - e, assim, virtualmente todos os lugares no organismo. O resultado: O risco de ataque cardíaco ou derrame aumenta, o diabetes mellitus pode piorar.

Também para doenças respiratórias crónicas e a síndrome metabólica, doenças gastrointestinais e doenças dos músculos e ossos, em particular distúrbios reumáticos, parece existir uma ligação com problemas dentários.

Prevenção - mas certo

Numerosos estudos não só demonstraram essas relações nos últimos anos, como também demonstraram que, por outro lado, a melhoria da higiene bucal e o tratamento precoce e adequado das doenças bucais reduzem o risco de condições médicas gerais.

Diabéticos e mulheres grávidas afetadas

Em particular, os diabéticos se beneficiam da eliminação da doença periodontal: o fato de que a fonte de infecção e inflamação na cavidade oral é reduzida, menos bactérias e células inflamatórias entram na corrente sanguínea, o que, por sua vez, melhora a ação da insulina.

Mas com a melhora da saúde bucal também diminui a calcificação vascular (aterosclerose) e o risco de aumento da coagulação sangüínea diminui novamente.

As mães que amamentam são aconselhadas a prestar muita atenção em sua higiene bucal durante a gravidez. Os cientistas suspeitam que existe uma conexão entre inflamação da boca e trabalho de parto prematuro ou ruptura de membranas, de modo que o risco de um parto prematuro com um peso muito baixo do bebê aumenta.

Compartilhe com amigos

Deixe seu comentário