O que significa consumo?

A tuberculose é tuberculose. Esta doença infecciosa, também conhecida como "peste branca" ou "morte pálida", assemelhava-se a uma disseminação devastadora da doença. Como costumava ser de conhecimento comum que os nomes exatos das doenças não eram conhecidos, era fácil descrever certas características típicas. O nome "consumo" é atribuível a um sintoma significativo: a séria perda de peso.

Fundo histórico

Já documentos de 3.000 anos da China e da Índia testemunham a doença. Nos tempos antigos, foram os doutores gregos Hipócrates e Galeno, os primeiros a se comprometerem com o consumo de tabaco, a observá-lo e documentá-lo. Em 24 de março de 1882, Robert Koch anunciou em uma reunião da Sociedade Fisiológica de Berlim a descoberta do bacilo da tuberculose (Mycobacterium tuberculosis).

Sintomas de consumo

Os patógenos, bactérias em forma de bastonete, são absorvidos pelo trato respiratório e então se estabelecem nos pulmões ou podem infectar todo o organismo no curso posterior. Os pacientes queixam-se, entre outras coisas, sobre os seguintes sintomas:

  • fadiga
  • anorexia
  • Suando na noite
  • tosse
  • "Hemoptise"

Fala-se de uma "tuberculose pulmonar aberta", altamente contagiosa e que necessita urgentemente de tratamento médico se as bactérias, por exemplo, pela tosse, forem liberadas no meio ambiente. Se não for este o caso, trata-se de uma "tuberculose fechada", que também necessita de tratamento.

Consumo: status atual

Em todo o mundo, cerca de 2 bilhões de pessoas são infectadas por tuberculose e, a cada ano, cerca de 9 milhões de pessoas adoecem novamente. Embora agora existam medicamentos muito eficazes, cerca de 2 milhões de pessoas ainda morrem a cada ano como resultado da doença.

Compartilhe com amigos

Deixe seu comentário